Conheça os melhores cartões postais de SP de transporte público

No Dia Mundial do Turismo, veja destinos incríveis para clicar e se divertir no trajeto do Metrô, CPTM, EMTU São […]

No Dia Mundial do Turismo, veja destinos incríveis para clicar e se divertir no trajeto do Metrô, CPTM, EMTU

São Paulo, 27 de setembro de 2021. – Os mais incríveis cartões postais de São Paulo estão coladinhos a estações de trem, de metrô, ou a um ponto de parada de ônibus. Para marcar o Dia Mundial do Turismo, celebrado em 27 de setembro, separamos um roteiro de lugares que valem muitos cliques aqui em São Paulo e também em Campos do Jordão, onde fica o Parque Capivari.

Metrô – As linhas 1-Azul e 3-Vermelha levam à Estação Sé, no coração do Centro Histórico de São Paulo. A Praça da Sé e a Catedral ficam logo ali. Nos arredores, estão o Centro Cultural da Caixa Econômica, o Centro Cultural Banco do Brasil e o Pátio do Colégio, onde a cidade foi fundada. Um pouco mais à frente, colado na Estação São Bento, está o Mosteiro São Bento, que fica ao lado do famoso Viaduto Santa Efigênia, de onde dá para avistar o Viaduto do Chá com a Prefeitura em uma ponta e o Teatro Municipal na outra. Perto da Estação São Bento fica também o Farol Santander, com um mirante que vale a visita.

Já a Linha 2-Verde leva ao mais famoso cartão postal da cidade: a Avenida Paulista, que em dezembro completará 130 anos. Não faltam opções culturais – Instituto Moreira Salles (IMS), Masp, Centro Cultural Fiesp, Centro Cultural Itaú, Casa do Japão e Sesc Paulista ficam na avenida servida por três estações do Metrô (Consolação, Trianon-Masp e Brigadeiro). O fervor da Paulista fechada para carros e aberta para o público aos domingos e feriados também se transformou em atração imperdível para quem visita São Paulo.

ViaMobilidade – A Estação AACD-Servidor da Linha 5-Lilás é também parada para o mais famoso parque da capital, o Ibirapuera. Inaugurado em 1954 durante as comemorações do IV Centenário de São Paulo, o parque abriga uma série de prédios culturais, como o Museu de Arte Moderna (MAM), o Museu Afro Brasil, a Fundação Bienal, a OCA e o Pavilhão Japonês. Todos cenários para fotos incríveis. Sem contar os cliques lindos na beira do lago, no gramado e até no Monumento às Bandeiras, obra de Victor Brecheret, inaugurada um ano antes, do lado de fora do parque.

CPTM – A CPTM tem um dos mais importantes cartões postais da cidade de São Paulo. A Estação da Luz, que recebe as linhas 11 e 13 e mais o serviço 710 da Companhia. A estação atual começou a ser construída no final do século XIX, para atender a demanda crescente de passageiros e mercadorias que embarcavam e desembarcavam em São Paulo. Todo o material usado na construção foi importado da Inglaterra. Com sua beleza em estilo neoclássico, a estação recepcionou personalidades ilustres que vinham à capital no início do século passado e também foi porta de entrada para imigrantes que vinham do Porto de Santos. Em 1982, a Luz foi tombada pelo Condephaat. Mais tarde, passou por várias reformas, uma delas adaptando uma parte do edifício para abrigar o Museu da Língua Portuguesa, inaugurado em 2006.

Atravessando a rua, está uma das sedes da Pinacoteca de São Paulo, instalada na antiga sede do Liceu de Artes e Ofícios. Projetada no final do século XIX pelo escritório do arquiteto Ramos de Azevedo, o prédio passou por uma ampla reforma no final da década de 1990, com projeto do arquiteto Paulo Mendes da Rocha. Museu de arte mais antigo da cidade, fundado em 1905 pelo Governo do Estado de São Paulo, a Pinacoteca conta com cerca de 11 mil peças, entre elas trabalhos de artistas brasileiros como Anita Malfatti, Lygia Clark, Tarsila do Amaral, Almeida Júnior, Pedro Alexandrino, Candido Portinari, Oscar Pereira da Silva, entre outros.

EMTU – O serviço Orca Zoo da EMTU faz o trajeto do Terminal Jabaquara até o Zoológico de São Paulo. Com mais de 2 mil animais, entre aves, répteis, mamíferos, anfíbios e invertebrados, o zoológico é um passeio para todas as idades e uma oportunidade para fotos que vão estar para sempre entre boas recordações.

Parque Capivari – Em Campos do Jordão nosso cartão postal que rende um passeio nota dez e fotos incríveis é o Parque Capivari. Concedido à iniciativa privada em 2019, o parque foi reformado e conta com várias atrações novas, como a roda-gigante, o trenzinho, pedalinhos modernos e o teleférico que leva ao morro do elefante.

Bilhetes – Desde o final de 2020, o bilhete para ingresso na CPTM e no Metrô é em QR Code. O passageiro pode adquirir o Bilhete Digital QR Code pelo celular, sem a necessidade de impressão. A compra pode ser feita pelo aplicativo TOP, disponível para Android e IOS, ou pelo WhatsApp oficial do TOP. Basta adicionar o número (11) 3888-2200 aos contatos do celular, solicitar atendimento e seguir as orientações.

Outra opção é comprar o bilhete impresso nas máquinas de autoatendimento (ATM) dentro das estações com cartão de débito ou nos estabelecimentos comerciais parceiros sinalizados. Quando for em papel, é importante tomar alguns cuidados ao manusear e armazenar os bilhetes que não serão usados imediatamente: não amasse, não dobre e não molhe.

Bikes – Aos sábados, domingos e feriados, os passageiros podem embarcar com suas bicicletas convencionais e também elétricas de tamanho semelhante ao das convencionais no Metrô, na CPTM e nas concessionárias ViaQuatro e ViaMobilidade. Nos dias úteis, de segunda a sexta, o embarque é permitido entre 10h e 16h e das 21h até o encerramento da operação. O embarque da bike no trem é permitido apenas no último carro, no limite de quatro bicicletas por viagem.

Secretaria dos Transportes Metropolitanos

A STM cuida diariamente (em tempos normais) do transporte de cerca de 10 milhões de passageiros que usam os ônibus gerenciados pela EMTU, além dos trens do Metrô, da CPTM e das linhas 4-Amarela e 5-Lilás, concedidas à iniciativa privada. A Estrada de Ferro Campos do Jordão, no interior do Estado, também é responsabilidade da STM, assim como o Parque Capivari, igualmente em Campos do Jordão e concedido à iniciativa privada.