Planos e projetos da STM

 

Atualização da Rede Metropolitana de Alta e Média Capacidade de Transportes da RMSP é um estudo que contou com apoio do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento – Banco Mundial e do Japan Bank for International Cooperation – JBIC, é uma atualização da rede pro¬posta, em 2006, no Plano Integrado de Transporte Urbano – PITU 2025, e propõe para a Região Metropolitana de São Paulo uma rede de transporte compatível com as necessidades de mobilidade de sua população e com as suas dimensões e importância no cenário econômico brasileiro e mundial. O forte crescimento da renda previsto neste estudo até 2030 deverá elevar a demanda por transporte motorizado, confirmando sua oportunidade e importância para o dimensionamento da demanda futura e proposição de uma rede integrada de transporte adequada para atendê-la. A rede futura apresentada neste estudo teve seu desempenho avaliado por um conjunto de indicadores e oferece uma ampla cobertura territorial, através de uma combinação de vários modais – metrô, trem metropolitano, monotrilhos, veículos leves sobre trilhos e corredores de ônibus tanto municipais quanto metropolitanos.


Cenários de Desenvolvimento Urbano é um estudo realizado em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (SMDU), da Capital, apresenta a construção e a avaliação de um cenário de desenvolvimento urbano visando mitigar as consequências atuais e tendenciais de uma distribuição territorial desequilibrada de moradias e empregos e a saturação resultante dos sistemas viário e de transporte coletivo. O cenário proposto, denominado "Equilibrado", apresenta um melhor balanceamento territorial entre habitantes e empregos associado a um maior aproveitamento do solo nas centralidades e ao longo da rede estrutural de transporte. No estudo é avaliada a capacidade de suporte dos sistemas de transporte e circulação e são apresentados os resultados comparativos entre os cenários tendencial e equilibrado em termos de divisão modal por faixa de renda, emissões veiculares, acidentes, e distância e tempo de viagem domicílio-trabalho.

 

 


O Plano Integrado de Transportes Urbanos - Pitu é um processo permanente de planejamento, cujas propostas devem ser revisadas periodicamente, para ajustá-lo a mudanças de conjuntura, mantidos seus objetivos básicos.

 

Elaborado a partir de 1997, o Pitu 2020 analisou os diversos cenários futuros da Região Metropolitana de São Paulo, com objetivos que atendiam a visão de uma metrópole competitiva, saudável, equilibrada, responsável e cidadã. As recomendações do Pitu 2020 fazem parte das prioridades do Governo do Estado e sua metodologia e propostas se tornaram referência no planejamento dos transportes em Regiões Metropolitanas.

 


O Pitu 2025 – Região Metropolitana de São Paulo é a atualização do Pitu 2020. Após a edição do relatório do Pitu 2020 foram publicados os resultados do Censo de 2000 que trouxe novas luzes para a compreensão da dinâmica de desenvolvimento da Região Metropolitana de São Paulo. Além disso, importantes mudanças ocorreram no marco jurídico da política urbana com a promulgação do Estatuto da Cidade, em julho de 2001, que traz nova diretriz e instrumentos para a gestão das cidades e seu financiamento.

 

 


O Pitu 2015 - Região Metropolitana de Campinas estende a concepção e metodologia do Pitu para a Região Metropolitana de Campinas, que realiza o seu primeiro plano integrado de transporte e primeira pesquisa Origem-Destino da RMC.

 

 


O Pitu 2020 - Região Metropolitana da Baixada Santista estende a concepção e metodologia do Pitu para a Região Metropolitana da Baixada Santista, que realiza a sua primeira Pesquisa Origem-Destino.

 


face

siga metro


face

siga cptm


face

siga emtu

  • transparencia
  • spbusca
  • cidadaosp
  • BannerAcesso
  • ouvidoria
  • fundap
  • viarapida
  • acessasp
  • banner-biblioteca-virtual
  • agasalho2013
  • investesp
  • banner diario-oficial
  • bec
  • cadterc
  • epregao
  • amigoidoso
  • desenvolvesp
  • artesp